Jovem denuncia Assédio Sexual durante voo de asa delta no litoral de SP

Trabalho Escravo e Assédio Sexual na indústria da moda em São Paulo
março 4, 2021
CNJ estuda varas especializadas para Assédio e Bullying no Trabalho
abril 7, 2021

A mulher relatou que o instrutor do voo passou a mão pelo seu corpo, tirou as partes íntimas para fora e tentou beijá-la

Uma turista de 18 anos fez uma denúncia contra um instrutor de Asa Delta em Bertioga, no litoral de São Paulo. A mulher afirma que o suspeito cometeu crime de importunação sexual durante seu voo. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que ouviu a jovem durante o boletim de ocorrência. Ela relatou que o instrutor do voo passou a mão pelo seu corpo, tirou as partes íntimas para fora e tentou beijá-la.

Segundo informações do G1, a turista compareceu à Delegacia Sede da cidade e relatou às autoridades que estava na praia, próximo ao bairro Jardim das Canções, com a irmã, quando o instrutor se aproximou para pegar o equipamento de asa delta. A jovem perguntou se ele voaria e se ela poderia ir junto, pois sempre quis ter essa experiência. Ele confirmou, e disse que ela poderia voar junto.

Durante o voo, ela afirma que o instrutor começou a apalpar suas coxas, e pegou a mão dela para apalpar o órgão genital dele. Em seguida, ao aterrissar na Praia de Itaguaré, ela relata que ele colocou o órgão genital para fora e pediu que ela fizesse coisas obscenas. Além disso, ainda conforme o depoimento, o homem tentou beijá-la e abraçá-la, porém, durante todas as tentativas de importunação, ela se esquivou, mas ele continuava insistindo. Após o ocorrido, ela procurou a Polícia Civil para registrar a ocorrência.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou que o caso foi registrado na tarde de quarta-feira (3) como importunação sexual pela Delegacia Sede de Bertioga. A polícia afirma que diligências estão em andamento visando ao esclarecimento dos fatos.

O Instituto Latino-Americano de Defesa e Desenvolvimento Empresarial – ILADEM, é uma entidade sem fins lucrativos, mantida pela BRG Advogados. Há quatro anos realiza a campanha #EUDIGONÃO AO ASSÉDIO SEXUAL NO TRABALHO”, já são mais de 150 palestras e eventos ministrados de forma gratuita, tudo com o intuito de estimular a “CONSCIÊNCIA” das empresas sobre a sua responsabilidade social.

Entre em contato conosco e faça parte da campanha. Participe!

A mudança começa por VOCÊ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *